Eu não sei fazer poesia (eu já disse isso)

Por que eu faço quase sempre o que não devo ou o que não quero? Por que fico me prometendo, me repetindo e me traindo? Eu não queria falar de fim de ano e suas imposições felizes. Eu não queria falar do Atacama (Não enquanto for um projeto, aí) Eu não queria falar de Natal. Eu não queria mencionar Madonna. Caralho, Madonna! A que ponto... Eu não queria ter férias coletivas (Mas também não queria ficar em Sampa, trabalhando) Eu não queria falar de mortes, do tanto que senti e ainda sofro. Eu não queria ter que viver um Natal agora. Eu não daria conta de um Natal agora. E eu não mereço um Natal agora. Mereceria sim, um cantinho lá nos cafundós, perdido em Natal, isto sim. Ou podía ser em Belford Roxo, mesmo. Não, Belford Roxo acho que não. Mas eu não queria, sim, um monte de coisas. E ainda assim eu faço. Ainda assim eu falo. Ainda assim eu tenho. Eu quería não ter que, um monte de coisas.

2 Response to "Eu não sei fazer poesia (eu já disse isso)"

  1. Antônio Moura Says:

    Faz o seguinte: venha passar uma tarde aqui em Botafogo. A gente toma um café, fala de nada, ouve música e faz de conta que estamos em julho hehehehe.

  2. Heitor Says:

    Perfect!!