Ninguém percebe


Na pré-balada, na calçada, onde a moça chega sozinha e todas as outras olham, mas chegaram acompanhadas e tão mais sozinhas, e a mesma moça que não ajeita o sutiã e olha o cara de camiseta preta, encostado na parede, na calçada, com aquela moça que nem tá com ele, mas que percebe a moça que chegou e que olha. Mas a moça tem princípios, não apenas solidão e apenas olha, então. Ela aprendeu um dia a respeitar, os outros mas a si mesma antes de tudo. E não vai ajeitar o sutiã ali, na frente de todo mundo, na calçada, pré-balada. E os meninos chegam, 2, 3, 4, 8. E todo mundo vê todo mundo. E todo mundo tão alheio, nem aí, mas todos querendo tanto e precisando tanto, mas tão alheios todos que ninguém percebe que ninguém e aí todos continuam tão alheios e tão querendo, todos. Igualmente a moça que chegou sozinha e olha, e sabe que precisa ajeitar o sutiã, mas ela tem princípios e os meninos todos em volta, rondando, acabando de chegar e um entre eles reconhece um amigo de outras datas, outras calçadas, e olha o boyzinho, que agora é de programa, porque cansou de não ter grana, mas ele tem princípios, e não vai cobrar do amigo, que é de outro tempo, quando ainda tinha esperança, além de princípios. E eles conversam e olham pra moça, e chega aí, vamos conversar. Todos tão alheios, nem aí, mas querendo tanto, precisando tanto.

3 Response to "Ninguém percebe"

  1. Thunderstorms, dreams and conversations Says:

    Ninguém percebe que já quiz tanto, mas hoje tenho princípios e já não quero mais... Adorei. :)

  2. Jones Otávio Says:

    E tem gente que vai ser sempre assim, querendo ter os princípios que um dia tiveram, ou se gabando de princípios e nunca vão ter. Ter princípios na "pré-balada" é tipo conto de fadas que nos contam quando ainda somos crianças (ou adultos), quer dizer... a gente faz de conta que acredita porque é bonitinho. Abraço.

  3. méliss Says:

    'todos tão alheios e querendo tanto' Acho que vc me fez entender o que é que me dá tanta AFLIÇÃO no pré balada.