Quase um mendigo

Eu não tenho muito jeito pra ser incrível. Não tenho a aura dos que conquistam fácil. Não tenho a lábia irresistível dos feios. Nem o talento barato dos chatos e letrados. Sou aquele comum cheio de desconfiança. Muita de si mesmo. Quase um mendigo. Aquele que come pelas beiras e deseja sempre e sem razão, embora as vezes consiga, tudo o que é belo, das vitrines mais inatingíveis. Paradoxalmente, no belo, consigo ser incrível. Assim sendo e não merecendo, passo os dias pleiteando, e embora as vezes conseguindo, nada mais do que você.

2 Response to "Quase um mendigo"

  1. nathanael: Says:

    engraçado, depois de ter postado vim aqui ver e, por caminhos diferentes, há quase uma conjunção final narrativa... abs

  2. méliss Says:

    mendigo, sei.. esses são os fodas!

    Esse post, ó: Socorro!