Malinha preta


Tinha a malinha preta
lascada de velha
sobre a cama
sobre a colcha rôxa
cheia de fiapos

A malinha preta e surrada
quase quadrada
quase cheia
de todas as camisas de linho
cada uma de uma cor
cada uma de uma vez

Olho a malinha enquanto
abotôo o último botão do paletó
cor de quem vai
cor de quem não espera mais

A malinha preta não pesa
vai quase vazia
comigo pela estrada
passou uma carroça cheia de meninos
brincando
levantando a poeira
que caiu grão a grão sobre o preto
da malinha

Em mim eu não me importo
ajeito só o chapéu pra enganar o sol
que vai a pino
que vai comigo
e a malinha
e a estrada.

1 Response to "Malinha preta"

  1. Lana Nunes Says:

    Que lindo isso!
    Me lembrou o Pessoa:
    "Mas tenho que arrumar a mala,
    Tenho por força que arrumar a mala
    Não posso levar as camisas na hipótese e a mala na razão"...
    Enfim, adorei!
    Bjs! :-)