Hiato


Tira daqui este intervalo. Este hiato. Este túnel de neon azul onde pairo suspenso, lento, sem nunca pôr o chão nos pés. Sem nunca chegar ao final. Sim, pois vejo a luz. No final. Mas pairo, suspenso, flooting, sem ar, sem voz, sem mãos. Atadas. Tira de mim este espaço de tempo. Esta breve lenta interminável viagem. Onde não chego. Onde não chegas. Quero cortar o espaço, veloz feito uma flecha incendiada que viaja reta, rápida, certeira. Sem titubear ao seu destino. Um sibilo. Um segundo. Um respiro.

2 Response to "Hiato"

  1. méliss Says:

    Ai, menino! que ansiedade me dá este hiato, esta espera.

    + um dos meus posts preferidos
    ;)

  2. Heitor Nunes Says:

    Nem me fala...