Olho roxo

Fiquei um bom tempo sem sair, fantasiando que as contas não entrariam na caixa do correio. Ou que a faxineira limparia o chão sem que eu precisasse levantar os pés. O lance de não sair requeria uma certa tolerância com aquele cara estranho que acabava de sentar na minha mesa e tomava o meu lugar. Pois bem, agora quando você me ligar, lembre-se, estou na rua. Não acredite em nada o que disser a voz que vai te atender. É ele, não sou eu. Fui pra rua, pois conheço a força do meu braço e não quero ir trabalhar amanhã de olho roxo.

4 Response to "Olho roxo"

  1. Silvinha Says:

    fudido! adorei esse texto.

  2. Thunderstorms, dreams and conversations Says:

    In'tenso, o ar engrossa.

  3. méliss Says:

    Mais um daqueles que eu não sossego enquanto não comento.
    Amei!
    (e tô passada com a descrição perfeita)

    Vai pro livro que aquele seu amigo vive falando pra vc escrever. rs.. Vou aderir à campanha :P

  4. Jones Otávio Says:

    Isso mesmo vai pro livro. Até que enfim o povo tá aderindo a minha campanha pró-livro. Adorei o texto. Abraço.